© Labordental Ltda. Todos os direitos reservados.

Av. Aratãs, 164 - São Paulo - SP - 04081-000
Tel.: (11) 5542.5855 
contato@labordental.com.br
Desenvolvido por

Assine nossa Newsletter!

Uso de medicamentos durante a gravidez

Condições desfavoráveis durante a gestação como, por exemplo, o uso de medicamentos, infecções, carências nutricionais etc., podem trazer problemas nos dentes em fase de formação e mineralização, pois, os dentes do bebê, os chamados de "dentes de leite", começam a se formar a partir da 6ª semana, e os dentes permanentes, a partir do 5º mês de vida intrauterina.

O uso de medicamentos, como analgésicos e antibióticos, deve ser criterioso e indicado pelo obstetra, que avaliará a real necessidade destes. Leva-se em consideração o período de gestação, e, além disso, é preciso não esquecer que a maioria dos medicamentos - embora passe por experiência animal e humano - não é testada em grávidas, antes de ser lançada no mercado.

Os analgésicos à base de “Dipirona” e “Paracetamol” são os mais usados na gravidez. Na terapia antibiótica, as “Penicilinas e seus derivados” são os mais utilizados.

Nenhum fortificante a ser tomado garante uma boa dentição para o futuro bebê. Os "fortificantes" estão numa alimentação balanceada, como as carnes, frutas, legumes e verduras, cereais, leite e derivados. As avitaminoses podem comprometer o desenvolvimento normal dos dentes. Se houver necessidade de vitaminas, o ginecologista determinará a prescrição necessária.


Fonte: PORTAL EDUCAÇÃO
Colunista Portal - Educação


Esta apresentação reflete a opinião pessoal do autor sobre o tema, podendo não refletir a posição oficial do Portal Educação ou da Labordental.


Nenhum fortificante a ser tomado garante uma boa dentição para o futuro bebê.
> Home > Blog > Tratamento odontológico - Uso de medicamentos durante a gravidez
Siga-nos!
Faça sua busca: