© Labordental Ltda. Todos os direitos reservados.

Av. Aratãs, 164 - São Paulo - SP - 04081-000
Tel.: (11) 5542.5855 
contato@labordental.com.br
Desenvolvido por

Assine nossa Newsletter!

Cárie pode ser prevenida por alecrim-do-campo


Uma pesquisa desenvolvida por Denise Pimenta da Silva Leitão em um projeto de doutorado da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da USP (Universidade de São Paulo), em Ribeirão Preto, mostrou que extratos de folhas de alecrim-do-campo têm potencial terapêutico para a prevenção da cárie dental. Esses resultados possibilitam a criação de cremes dentais e enxaguatórios bucais à base da planta.

De acordo com a pesquisadora, o alecrim-do-campo é a principal matéria-prima da própolis verde, uma variedade produzida nos Estados de Minas Gerais e São Paulo. Muitos estudos têm apontado a capacidade do produto em inibir a proliferação de Streptococcus mutans, apontado como agente causal primário ou iniciador da cárie dental em seres humanos.

O trabalho compara o extrato de própolis verde com o do alecrim-do-campo. Verificou-se que em todos os parâmetros bioquímicos avaliados do micro-organismo Streptococcus mutans, os extratos do alecrim apresentaram uma atividade praticamente igual ao extrato da própolis verde. A pesquisa foi orientada pelo professor Augusto César Spadaro.
Esses resultados possibilitam a criação de cremes dentais e enxaguatórios bucais
> Home > Blog > Cárie pode ser prevenida por alecrim-do-campo
Denise afirmou ainda que, em doses um pouco maiores, o extrato do alecrim-do-campo também elimina estas bactérias.

“Embora exista todo um cuidado com a qualidade de produtos farmacêuticos preparados a partir de própolis, a sua padronização para a produção de medicamentos ainda encontra vários obstáculos, pelo fato de a composição química desta resina estar sujeita a inúmeras variações sazonais e ambientais”, ressaltou a autora do estudo à Agência USP de Notícias.

Fonte: PORTAL EDUCAÇÃO
Colunista Portal - Educação


Esta apresentação reflete a opinião pessoal do autor sobre o tema, podendo não refletir a posição oficial do Portal Educação ou da Labordental.


Siga-nos!
Faça sua busca: